GIRO DE NOTICIAS
'

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Brasil enfrenta a Sérvia com risco de ter cinco desfalques na sequência da Copa

Os palavrões esbravejados por Neymar foram inteligíveis para o árbitro holandês do jogo Brasil 2 x 0 Costa Rica. Mas o camisa 10 não escapou do cartão amarelo. Ele, Casemiro e Philippe Coutinho são preocupações extras da Seleção, correndo risco de serem desfalques no andamento da Copa.
Um problema que se somou à outro: a questão física de parte do elenco de 23 jogadores à disposição de Tite. Danilo e Douglas Costa já estão vetados para o duelo de quarta-feira contra a Sérvia, em Moscou. Jogo decisivo, que para o Brasil basta o empate.
Só que o pensamento deverá estar a longo prazo. Num cenário negativo, a Seleção Brasileira poderia jogar contra Alemanha, México ou Suécia sem cinco jogadores, e com os dois principais com o sinal amarelo ligado.
Neymar, Coutinho e Casemiro não podem levar mais advertência por cartão da arbitragem pelos próximos três jogos. Caso contrário, estarão automaticamente ausentes das oitavas. Na regra da Fifa para a Copa do Mundo, o acúmulo de dois cartões amarelos gera suspensão e a contagem dos cartões só zera das quartas de final para a semifinal.
Num torneio de tiro curto, no qual um time faz no máximo sete jogos, é preciso ficar longe dos olhos dos juízes. Algo que peca para Neymar, por exemplo, ao sempre estar em contato com os adversários, seja sofrendo faltas, seja reclamando delas.
“É difícil, mas a gente está preocupado em vencer o jogo, não tem como ficar pensando muito em cartão. Em situação de jogo, às vezes você precisa fazer uma falta tática, para matar uma situação de jogo, ou para impedir a criação de jogadas do adversário. Então, dentro da circunstância do jogo, não tem como se poupar”, afirmou o lateral-direto Fágner.

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Jaelson MonteiroSeguro Desenvolvido Por Netinho Soluções Web.