GIRO DE NOTICIAS
'

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Não há confirmação de morte causada por H1N1 em Jacaraú

Boatos sobre uma morte causada pelo vírus influenza H1N1 tem circulado pelas redes sociais e provocado preocupação na população de Jacaraú. Uma jovem moradora da zona rural do Município, veio a óbito após apresentar sintomas de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Ela chegou a ser atendida na unidade de saúde Daura Ribeiro, já em estado crítico, foi encaminhada para o Hospital Regional de Mamanguape onde faleceu.
Pelos sintomas e por causa da incidência do vírus no Estado, o caso é tido como suspeito e o protocolo exige que seja notificado e encaminhado ao Núcleo de Doenças Transmissíveis Agudas da Secretaria Estadual de Saúde (SES), tomando as medidas cautelares para a confirmação da causa a morte.
A representante da Secretaria Municipal de Saúde de Jacaraú, senhora Aparecida, confirmou a morte da jovem e a suspeita, mas aguardará o laudo, que deverá sair nos próximos dias, para falar sobre o assunto. Enquanto isso, informa que todas as medidas de controle estão sendo adotadas pela gestão municipal e que não há motivos para maiores preocupações.
Em todo estado foram notificados na Vigilância Universal para Influenza, 96 casos para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), dos quais três casos foram confirmados para influenza sazonal, sendo um para influenza A do subtipo H3N2, dois de influenza A do subtipo H1N1pdm09, 55 casos descartados para presença do vírus de influenza e os demais seguem em investigação. Quanto aos óbitos, são 22 casos suspeitos de SRAG, sendo um com identificação viral para influenza A H3N2 (João Pessoa), dois para H1N1pdm09 (Cabedelo e Serraria) e 13 foram descartados para o agente etiológico de influenza. Seis óbitos seguem em investigação.
A SES recomenda a todos os serviços de saúde do estado que intensifiquem as ações de prevenção e controle para evitar a transmissão da influenza. Para a população em geral recomenda-se lavar as mãos com água e sabão, especialmente antes das refeições, após tossir ou espirrar; ao tossir ou espirrar, cobrir a boca e o nariz com lenço descartável ou com o braço; não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal; não levar as mãos sujas aos olhos, nariz e boca; evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais/ sintomas de gripe e utilizar álcool em gel quando não puder lavar as mãos.
No caso de Jacaraú, sem a confirmação dos órgão competentes, é importante que a população não compartilhe boatos ou divulgue tais informações, assim evitando transtornos ao atendimento de saúde e pânico desnecessário.
ManchetePB com Pbagora

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Jaelson MonteiroSeguro Desenvolvido Por Netinho Soluções Web.