GIRO DE NOTICIAS
'

domingo, 22 de abril de 2018

Funcionários e secretários celebram aniversário da prefeita de Pilõezinhos

PILÕEZINHOS (PB) – Nesta terça-feira (10/04), a prefeita Mônica Cristina que comemorou mais um ano de vida, recebeu homenagens durante festa organizada por secretários, assessores, funcionários e familiares.
A gestora, que celebrou seus 42 anos de vida, agradeceu a todos pelo carinho e amizade. Confira as imagens da festa:
VÍDEO
QUEM ERA MÔNICA?
Este 10 de abril de 2018 é um dos dias mais apropriados para uma das minhas expressões preferidas: Quem era eu? – Hoje sobretudo, um dia para dizer fortemente: Quem era Mônica?
Esta expressão tornou-se para mim uma filosofia de vida. Ninguém consegue fugir do espelho da vida. Nele nos vemos de verdade! É fato que o tempo é imperdoavel. Não é possível negociar com ele. O espelho da vida mostra que não podemos fugir das mudanças que somente o tempo dará sentido, trará razão, respostas para perguntas que calam fundo no nosso íntimo.
Não tenhamos medo de fazer esta bela pergunta: Quem era eu? – Ela é uma das puras reflexões. Ninguém é o mesmo sempre! Todos os dias mudamos e temos a chance de evoluir um pouco mais, de novo e sempre.
Sem saber, Mônica se apropriou dessa máxima e sem se dar conta evoluiu a si mesmo e fez outros, que compartilham seu cotidiano, evoluirem também. Por que os movimentos que fazemos são contagiantes! Hoje, podemos dizer que o que era apenas particular, da região mais singular do coração de Mônica, contamia positivamente uma equipe e parte de uma cidade. E isso não é visivel apenas pelo sorriso, abraço ou olhar, se dar pela decisão humana, fraterna, solidária e despreendida de qualquer interesse. Com o coração cada vez mais blindado das tentações escusas do poder, Mônica inaugura um ciclo inédito de uma gestão despida de maldades.  Prejudicar, perseguir, discriminar, guerrear, são ações longe do seu repertório. Isso não representa ingenuidade. Ela não é ingênua! Sabe que entre as feras, precisa ser fera também, mas sua força está no agir movida pelo sentimento do bem, com a responsabilidade necessária e na medida certa. Mônica sabe como ninguém que as vezes é preciso endurecer sem perder a ternura.
Em seu primeiro discurso público, no dia da convenção do partido, ela entendeu que Deus tinha reservado o maior de todos os seus desafios: administrar e cuidar de um município. Alí não bastava o desejo de construir uma nova história, mas uma nova história com o toque de mulher, e não podia ser qualquer mulher, precisa de um ser de luz, uma mistura de adulta e criança também, alguém que não abrisse mão de fazer o que era certo, mas ao mesmo tempo, mantivesse uma mão estendida ao próximo, principalmente aos mais necessitados.
Na posse, noutro discurso, Mônica invocou a proteção de Deus e pediu que o Senhor conservasse seu coração e que jamais fosse contaminado pela ânsia de poder. Assim, Deus tem agido! Nós sabemos que Deus tem protegido este coração do jogo sujo da politicagem que condena o gestor a atitudes medíocres. Uma pessoa ou outra que não gosta de Mônica, pode nutrir um pensamento negativo ou questionador sobre suas ações, pelo simples fato de uma disputa eleitoral, uma cor partidária; mas quem te conhece sabe quem realmente és.
O que nos fortalece nesta vida são as batalhas! E Mônica é prova viva disso. Se é verdade que o acaso é a lógica de Deus, o acaso da vida fez Deus te mostrar uma grande lógica: “quem não vive para servir não serve para viver”.
Mais resistente, mais solta, mais segura, assim acompanhamos o crescimento de Mônica. Quando olhamos para as primeiras entrevistas, os primeiros discursos, as primeiras atitudes, podemos dizer com muita altivez: Quem era Mônica?
Hoje, louvamos a Deus não pela amiga que está prefeita, mas pela leve e doce convivência que você nos proporciona, pois o que realmente vale nesta vida é o que podemos proporcionar aos outros.






Parabéns Mônica! Deus te abençoe sempre!

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Jaelson MonteiroSeguro Desenvolvido Por Netinho Soluções Web.