GIRO DE NOTICIAS
'

sexta-feira, 29 de abril de 2016

EX-JOGADOR AMARAL PERDE NA JUSTIÇA BRIGA COM O PROGRAMA PÂNICO

A Justiça considerou improcedente a ação movida pelo ex-jogador Amaral contra o humorista Carioca e a Rede TV!, emissora que exibia o programa Pânico na TV. Foi a segunda derrota de Amaral nos Tribunais frente ao programa televisivo. No processo, o ex-jogador alega que foi ofendido moralmente no quadro conhecido como “Marília, Gabi Gabriherpes”.
O documento entregue à Justiça informa que o programa Pânico na TV se referiu a Amaral como aquele que tem “olho de bandido”, “cara de matador”.
No quadro, o personagem Dr Ray (interpretado por Carioca) mostra uma imagem de Amaral e satiriza dizendo que o ex-atleta havia sido submetido a uma intervenção cirúrgica, que teve como resultado final o rosto de Denzel Washington.
A defesa do ex-jogador defende que, por causa da piada feita no Pânico, Amaral sofreu constrangimento e seus filhos sofrido bulliyng na escola.
“O programa tratou o Amaral de forma absolutamente discriminatória, algo que foge de uma simples brincadeira. Os filhos sofreram bullying”, relatou Cristiano Bianchi, advogado de Amaral, ao UOL Esporte.
Amaral já havia perdido em 1ª instância. A nova derrota, em 2ª instância, ocorreu no início de abril e foi publicada nesta quinta-feira. O valor da ação por danos morais e materiais movidos por Amaral na Justiça de São Paulo é de R$ 293 mil.
“Estamos estudando se vamos recorrer”, complementou o advogado de Amaral.
Em sua decisão, a juíza Leticia Antunes Tavares concluiu que o “programa não teve intenção de ofender a honra de Amaral, caracterizando-se como um dissabor, não passível de indenização”.

Uol-Portal Mídia

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Jaelson MonteiroSeguro Desenvolvido Por Netinho Soluções Web.