GIRO DE NOTICIAS
'

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Preso por esfaquear mulher, homem confessa 41 mortes.

Sailson José das Graças detalhou homicídios com peculiar frieza. Para a polícia, trata-se de um psicopata.

Preso em flagrante após matar a facadas uma mulher em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, um homem de 26 anos confessou à polícia ter matado outras 41 pessoas – 37 mulheres, três homens e uma criança. O caso foi revelado nesta quinta-feira pelo telejornal Bom Dia Rio, da Rede Globo.
Em trechos do depoimento de Sailson José das Graças revelados pela reportagem chama atenção a frieza com a qual o homem confessa os assassinatos. Revela que suas vítimas preferidas eram mulheres, sempre brancas, e moradoras da Baixada Fluminense. “Só matava mesmo por prazer. Matava, ficava lá um pouco e saía fora”, descreve Graças, sobre os assassinatos.
Ele disse ainda que observava suas vítimas durante um bom tempo antes dos ataques – por semanas ou até um mês antes de mata-las. Fazia isso, segundo relatou, para entender a rotina das mulheres e perceber eventuais brechas para entrar na casa delas. “Não me arrependo não. Pra mim o que fez, tá feito. E não volto atrás, não tenho nenhum arrependimento. Se eu sair daqui a uns 10, 15 ou 20 anos, eu vou voltar a fazer a mesma coisa. É a vontade mesmo, não tem jeito. Eu saio, escolho as minhas 'mulher', as mulheres do meu perfil, e se achar que tem que ser, vai ser”, afirmou o assassino confesso.
Ouvido pelo jornal, o delegado responsável pelo caso, Pedro Henrique Medina, titular da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), afirmou que acredita na confissão de Graças porque apenas alguém que estivesse nas cenas dos crimes poderia descrever os assassinatos com tantos detalhes. Para a polícia, o preso é um psicopata. O homem passou a noite na DHBF e seguirá nesta quinta para um presídio no Rio de Janeiro.
Veja

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Jaelson MonteiroSeguro Desenvolvido Por Netinho Soluções Web.